sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

AMOR VERDADEIRO


Viver uma verdadeira experiência amorosa,
é um dos maiores prazeres da 
vida. 
Gostar é sentir com a alma,


mas expressar os sentimentos 
depende 
das idéias de cada um.
Condicionamos o amor às nossas necessidades
neuróticas e acabamos com ele. 
Vivemos uma vida tentando fazer
com que os outros se responsabilizem
pelas nossas necessidades
enquanto nós nos abandonamos irresponsavelmente.
Queremos ser amados e não nos amamos,
queremos ser compreendidos e não nos compreendemos, 
queremos o apoio dos outros e damos o nosso a eles.
Quando nos abandonamos, 
queremos achar alguém que venha a preencher o buraco 
que nós cavamos.
A insatisfação, o vazio interior se transformam 
na busca contínua de novos relacionamentos, 
cujos resultados frustrantes se repetirão.
Cada um é o único responsável pelas suas próprias 
necessidades. 
Só quem se ama pode encontrar em sua vida um amor de verdade. 
(Zíbia Gasparetto)

Um comentário:

  1. O amor é sublime, refrigera a alma de quem tem esse sentimento verdadeiro, dentro do coração. Quem ama, não mata, ao contrário alegra-se com o sucesso dos que ama, ainda que não faça parte de suas realizações. Quem ama, está sempre sorrindo, pois, vê Deus em toda a criação. Quem ama, perdoa, porque sabe que somos imperfeitos, e que a cada dia evoluimos, rumo ao nosso criador.
    O amor não tem regras, ou, na verdade, tem apenas uma regra: Amar!
    @santomiguel - Miguel

    ResponderExcluir