terça-feira, 19 de julho de 2011

PÉROLA NATURAL

A formação de uma pérola natural pode ser provocada por um grão de areia, uma bactéria ou qualquer corpo estranho que entre na concha, irritando o molusco, o qual segrega uma substância chamada nácar. Esta substância reveste o corpo estranho em várias camadas. Eventualmente, o corpo invasor se torna uma pérola.Para formar uma pérola solta, o invasor - geralmente um organismo vivo - é imobilizado pelo molusco, que o engloba em seu manto, formando um saco perlífero. A parte interna do saco perlífero é constituída de células produtoras de nácar, que revestirão o invasor com camadas concêntricas de nácar, transformando-o em uma pérola.

A composição química da pérola é variável. Normalmente, a pérola é composta de 82 a 86% de aragonita (carbonato de cálcio), de 10 a 14% de conchiolina e de 2 a 4% de água.
           

Nenhum comentário:

Postar um comentário