quinta-feira, 7 de julho de 2011

A JOIA DO PERÍODO BARROCO

  O termo barroco - cujo significado é" irregular, contorcido" - é usado para designar o estilo do período que vai de 1600 a 1750.O estilo barroco, nascido em Roma, tem elementos da Alta Renascença e do Maneirismo e é ligado à estética da Contra-Reforma - movimento dinâmico de autorrenovação da Igreja Católica - e cujas características básicas são o dinamismo do movimento com o trinfo da linha curvae- especialmente na escultura e pintura - a busca da captação das reações emocionais humanas.
 Pode-se  dizer, então, que a arte barroca foi o resultado de um conjunto de fatores religiosos, políticos e culturais ( catolicismo mais forte contrário aos ideais humanistas do Renascimento - que teria provocado a Reforma; Estado Absolutista; e um novo papel da ciência) tornado esse período da história da arte, que abrange os séculos XVII E XVIII, bem diverso de tudo o que houve anteriormente.
 No século XVII, a preocupação da joalheria em mostrar as pedras e aprimorar as técnicas sobrepujou a expressão dos conceitos intelectuais, de status ou de expressão política ou crenças religiosas.Nessa época Paris, sob o reinado de Henrique IV e Maria di Medici, foi reconhecida como o centro do bom gosto e da moda.Tal desenvolvimento foi possível por causa do aumento do fornecimento de pedras preciosas no século XVII, especialmente após 1660.Ao mesmo tempo as descoberta das leis de refração e dos princípios da geometria analítica estimularam o processo da lapidação e polimento.
 Na metade do século XVII, a evolução técnico -estética das joias ressaltou dois elementos:primeiro, o aperfeiçoamento do talhe das pedras e o seu lugar de destaque nas joia.Outra característica desse período foi o uso de brincos de ouro e pedras preciosas com  desenhos de candelabros que se tornou um clássico.A vaidade impôs adornos com muita pedraria: broches, pingentes, brincos e camafeus.
  Eliana Gola

Nenhum comentário:

Postar um comentário