quinta-feira, 2 de junho de 2011

RACIONAL OU PASSIONAL?

Não transforme o seu problema em uma muralha intransponível,dando forças para que ele se agigante diante de você,nossos problemas são do tamanho que imaginamos, e muitas e muitas vezes,só parecem difíceis de serem resolvidos. Na verdade,cada situação carrega a nossa emoção o nosso lado sentimental,o que pode tornar um simples copo com água
em um verdadeiro maremoto.
Quantas vezes (fala a verdade) você já riu por dentro daquela pessoa desesperada com um problema que aos seus olhos parecia tão "bobo", tão "infantil",que você se perguntou como é que alguém pode sofrer por isso, não é mesmo?.
É o "sentimentalismo",a nossa visão embaçada de lágrimas que faz com que nós nos sentimos um lixo,a pior das pessoas, incapazes,
impotentes e que pode nos levar a DEPRESSÃO e outras "doenças nervosas".
Ao se deparar com um problema,procure analisar o mais friamente possível quais são as suas reais chances de contornar a situação,
de resolver total ou parcialmente para ganhar tempo, para buscar novos rumos, novas soluções.
Não adianta nada ficar chorando em frente ao leão que quer te devorar,ou você finge de morto e espera ele passar ou correr muito para ele não te alcançar,não há meio termo, é fazer ou fazer.
Procure retirar o sonho que envolve ou envolvia a situação e se por acaso você ainda não se sentir capaz de resolver sem se emocionar, aguarde uns dias,vá criando resistência,
olhe para o que você tem,o que sobrou, o que você quer.
Afinal de contas,a Terra é redonda e aquele que hoje está por cima, estará por baixo amanhã,e vice - versa. 
O mais legal que a vida nos oferece aqui no "planeta azul"é a certeza de que ela dá tantas voltas, que nunca sabemos se vamos precisar daquela pessoa que hoje é desprezada,
humilhada e deixada de lado.Por isso, valorize-se,não aceite menos que 100% da fatia do bolo chamado felicidade, derrube seus problemas com o seu lado racional e deixe a emoção para dizer no final: eu venci!


Um comentário:

  1. Parece mesmo, que há dias em que as palavras pesam mais em nossas interpretações, aqueles dias em que perguntamos ao infinito: Deus, o
    Senhor existe mesmo, sua justiça é mesmo verdadeira,vou ver os maus pagando pelo que fazem, ou será que sou eu que já estou pagando pelo que fiz, talvez em outras existências? Pois, é, o que me conforta, é saber que hoje, tenho plena consciência de que, tudo que faço, pode demorar uma vida inteira, pode até ser que fique para uma próxima, da qual, vai parecer que está sendo injusto,pois toda memória será apagada, para que a justiça divina se faça, mas pagarei cada centavo de minha dívida, antes de conhecer o Reino dos Céus. Nossos olhos só enxergam até o horizonte, mas, há vida depois dele, as fronteiras de nossas mentes só alcançam até nosso último suspiro por aqui, mas o espírito continua vivendo em outra dimensão, pois, Jesus disse: "Há muitas moradas na casa de meu Pai". Creio que, para cada um, haverá uma morada adequada ao que fez aqui, por isso mesmo, somente a união, somente a compatibilidade de idéias,o respeito é que poderá fazer com que, aqui, ou em outro lugar, possamos continuar a existir, com as pessoas que amamos de coração e de alma. Obrigado meu Deus, por entrar em meu coração, fazer morada em minha mente, e dirigir cada pensamento meu, votado para perfeição de meu espírito, que certamente, perdoando, compreendendo, amando sem distinção ou discriminação, é que poderei conhecer a sua morada. Amém
    @santoiguel - Miguel Santos

    ResponderExcluir