quinta-feira, 10 de março de 2011

CARDÁPIO DA ALMA

Arroz,  feijão, bife, ovo.  Isso nós temos no  prato, é a fonte  de energia que nos  faz levantar de manhã  e sair para trabalhar.  Nossa meta primeira  é a sobrevivência  do corpo.Mas  como anda a dieta  da alma?
Outro  dia no meio da  tarde, senti uma fome  me revirando por dentro.  Uma fome que me  deixou melancólica. Me  dei conta que estava  indo pouco ao cinema,  conversando pouco com  as pessoas, e senti  uma abstinência de  viajar que me deixou  até meio tonta. Minha  geladeira, afortunadamente,  está cheia, e ando  até um pouco acima  do meu peso ideal,  mas me senti desnutrida.
Revista,  jornal, internet, isso  tudo nos informa, nos  situa no mundo, mas  não sacia. A informação  entra dentro da casa  da gente em doses  cavalares e nos encontra  passivos, a gente apenas  seleciona o que nos  interessa e despreza  o resto, e nem  levantamos da cadeira  neste processo.
Para  alimentar a alma, é  obrigatório sair de  casa. Sair à caça.  Perseguir.Se  não há silêncio a  sua volta, cace o  silêncio onde ele se  esconde, pegue uma estradinha  de terra batida, 
visite  um sítio, uma cachoeira,  ou vá a beira  da praia.
Cace  o afeto, procure quem  você gosta de verdade,  tire férias de rancores  e mágoas, abrace forte,  sorria, permita que  lhe cacem também. 
Arroz,  feijão, bife, ovo.  Isso me mantém de  pé, mas não acaba  com o meu cansaço  diante de uma vida  que, se eu me descuido,  torna-se repetitiva, monótona,  entediante. Mas nada  de descuido. Vou me  entupir de calorias  na alma. Há fartas  sugestões no cardápio.  Quero engordar no lugar  certo. O ritmo dos  dias é tão intenso  que às vezes a  gente esquece de se  alimentar direito.
Martha  Medeiros

Um comentário:

  1. Na verdade, Deus está no silêncio, pois, o silêncio, é a prece dos sábios. Todo respeito do mundo, aos que acreditam que tudo surgiu de uma explosão, e que, a qualquer miomento poderá desaparecer com outra explosão. Eu,porém, acredito na existência, poder, força, e justiça, de um Deus que tudo criou, em seus mínimos detalhes, como no brilho das estrelas, nas cores do arco-iris, no perfume das flores, no encanto dos olhares dos apaixonados, no amor fraternal e incondicional, no sopro da vida, no ar, na terra, e no mar. Nesse Deus, que, infinitas vezes se apresentou em minha vida, quando minhas esperanças estavam enfraquecidas, me revigorando com novas esperanças. Bendido seja, aquele que crê, sem nunca ter visto, pois, é no coração desse, que habita todo o segredo da criação. Desde que aprendi a nunca mais levantar com o pé esquerdo, desde que aprendi a força do Salmo 91, e o poder do Pai Nosso, aplicando, na prática os ensinamentos dessas preces, nunca mais tive dúvidas da existência de Deus, em minha vida. ão critico quem ainda não teve essas experiências, pois sei que, na eternidade da alma, todos chegarão ao Pai, uma vez que o tempo, só existe em nossas cabeças. Abençoados sejam, os que tiveram a paciência de ler todo esse comentário.
    Sou o @santomiguel

    ResponderExcluir