terça-feira, 14 de setembro de 2010

SAÚDE AUDITIVA

 A vida ganha mais intensidade quando é embalada por trilhas sonoras, afinal a música deixa nossos dias mais felizes e completos.Se você parar para observar, vai perceber que, seja na academia, no trânsito, a caminho do trabalho ou nas atividades corriqueiras do dia a dia, existem diversas pessoas com o famoso fone " conectado" ao ouvido; algumas só os desligam na hora de dormir.E como tudo na vida, até para a música existe aquela dosagem certa da qual não podemos abusar, para garantir que a audição continue em plena função.
 As vezes podemos escutar a música que está tocando no MP3 do nosso "vizinho", isso significa que ele está com volume acima
do que seus ouvidos poderiam suportar.O volume do som tem de ser respeitado para que não ocorram problemas auditivos."Sons acima de 85 decibéis (dB) podem causar danos às vias auditivas, denominados traumas acústicos, temporários ou permanentes.O tamanho do dano depende da intensidade dos sons, do tempo de exposição e da suscetibilidade individual".Os sons em fortes intensidades, além da queda de audição, eles provocam o aparecimento de zumbidos temporários ou permanentes.
 Para preservar uma boa audição, deve-se evitar a exposição a sons de forte intensidade.

Um comentário:

  1. Parabéns amiga, nossos blogs tem que ser tbem um serviço de utilidade pública. Gostei da matéria.Beijos!!!

    ResponderExcluir