quinta-feira, 12 de agosto de 2010

AMOR A DISTÂNCIA

 Fazer amor por telepatia satisfaz só na música de Rita Lee.Mas, na prática, o cheiro, o toque e a convivência do dia a dia fazem a maior falta.Isso sem falar que casais distantes geograficamente são obrigados a praticar um outro tipo de sexo, aquele virtual, meio sem graça, ou ter paciência chinesa para manter o controle para transas eventuais ou, na pior das hipóteses, longos períodos de abstinência.E a lista de problemas vai além: a distância entre casais gera saudade e insegurança excessivas.
 É fato que a internet facilitou (e muito) a vida de casais fisicamente separados.Mas nenhum computador do mundo ainda é capaz de superar a convivência real.Aos poucos, as pessoas estão se dando conta de que não é tão fácil assim, o romance virtual demanda muito mais empenho que o real.
 De jeito ou de outro, webcams, torpetos, telefonemas com detalhes bobos do cotidiano ajudam a diminuir o abismo.Só que a "proximidade" virtual pode gerar cobranças e controle exagerado.
   Revista Marie Claire

2 comentários:

  1. OI RO!!!!!!!!!!!!

    Nao sei o que pensar sobre isso!

    A gente ve relatos de coisas boas e coisas ruins á respeito desse romance virtual.

    Se for colocar á nivel de comparações, um amigo (a) será sempre um amigo(a), mesmo que a quilometros de distância.

    A "proximidade virtual" é maravilhosa e tem tirado muita gente da depressão, principalmente
    os introvertidos.

    Mas, como tudo na vida, tudo deve feito com moderação e sempre para melhorar a qualidade de vida.

    Bjs

    Como é bom

    ResponderExcluir
  2. Muito bem!

    Nos dias em que existem tantas inovações tecnológicas é mais do que óbvio e quase "normal" o acontecimento de relações amorosas virtualmente! Eu, jamais poderei questionar este fato, pois os sentimento são incontroláveis. Quando amamos via internet ou algo do gênero estamos correndo o risco de não sermos correspondido na mesma intensidade. Amores podem sim acontecer, mas, acredito muito mais na sinceridade do amor pessoal, do toque, onde os sentimentos são mais exaltados no ser humano.

    O amor não tem forma nem distância....amar é tudo de bom, mesmo que seja a longas distâncias e como muita responsabilidade.

    Abraços, @rubensstaloch

    ResponderExcluir