terça-feira, 6 de julho de 2010

ESSA TAL FELICIDADE

  TODOS QUEREMOS SER FELIZES. Mesmo sem saber exatamente o que é essa felicidade, onde ela mora ou como se encontra, traçamos planos, fazemos escolhas, listamos desejos e alimentamos esperanças pela expectativa de alcança-la.Em seu nome, comemos chocolate, estudamos para a prova, damos festas, casamos ou separamos, compramos carro, dançamos valsa, formamos turmas, brigamos, perdoamos, fazemos promessas - nós vivemos.
  As vezes, agimos pensando na felicidade como um recompensa futura pelo esforço.Não raro, pensamos que ela é um direito.Ou
um dever a ser cumprido - e, assim como em outras obrigações cotidianas, como fazer o jantar, se  gente falha em executar a meta, tendemos a procura soluções prontas, como lasanha congelada ou antidepressivos.
 Por isso é tão difícil (e achar) a tal felicidade.A confundimos com o afeto ( se encontramos o amor, ela virá), com a sorte ( com esperança, ela vai chegar), com o alívio ( se resolvermos os problemas). A confundimos com a conquista: se realizarmos tudo o que queremos e se espera de nós...seremos felizes, não?
 Não.São pensamentos como esses que transforma a felicidade na cenoura eternamente pendurada à nossa frente - próxima, mas inalcançável.Estabelecer tantas condições para ser feliz faz a gente superestimar o poder que coisas nem tão importantes assim têm sobre nosso bem.Enganamo-nos com a promessa de que há fórmula a seguir e jogamos a responsabilidade pela satisfação em lugares fora de nós ( e além do nosso controle), como ganhar aumento ou ser correspondido na paixão.E ao invés de responder aos nossos anseios, essas ilusões podem criar um vazio ainda maior.
 Podemos não saber explicar o que é felicidade- até porque é uma experiência única para cada pessoa.A felicidade não é receita, não tem garantias, não está no futuro, nem à venda.Não pode sequer se possuida.A felicidade é um instante passageiro e presente, em que não precisamos de nada além do que estamos vivendo.

4 comentários:

  1. Esta tal felicidade cantada em verso e prosa pelos poetas e românticos de plantão... Ai, ai...
    Temos muitos momentos felizes mas a felicidade plena é quando acordamos com risão no rosto sem motivo especial... olhamos no espelho e nos sentimos bonitos, mesmo que o cabelo esteja um fio pra cada lado... as olheiras estão lá e quem diz que conseguimos visualizá-las? rsss... Pode até ter algum motivo que achamos que é o responsável por tanta euforia, um novo amor, um projeto que deu certo etc e tal, mas passa rápido... Agora, acordar com a sensação do poder de mudar a vida das pessoas arindo a torneirinha do risador, é assim que sei quando estou feliz... Está dentro de nós!!!! Mas sou muito simples no meu querer, não complico mto as coisas... é tão mais fácil ser feliz!!!! Adoro vc amiga querida! Vj é muito especial! bjus e sempre boa sorte!!!

    ResponderExcluir
  2. Oi RO!

    E agora..
    Nao ha formula mesmo para a felicidade.
    Mas tem pessoas que temn aquele tcham.
    Do nada encontram essa formula magica e
    toda sua vida se modifica.
    Enquanto eu nao descobrir a fôrmula para
    minha vida vou procurando viver em Paz
    com meus semelhantes e com a natureza.
    Um BELO DIA PARA VOCE!!

    ResponderExcluir
  3. oi, Ro

    querida amiga são pessoas lindas como voce que
    nos fazem ver motivos de felicidade, qdo paramos para ler essa matéria e descobrimos o
    que podemos somar em nossas vidas com a FElici-
    dade, e que voce continue assim Linda e Feliz ,
    Regina

    ResponderExcluir
  4. querida amiga Ro,

    Lindo sua matéria sobre a Felicidade, Deus nos
    permite sim momentos de Felicidade,mas acho que
    pequenas coisas nos fazem felizes,depende com
    que intensidade e amor é recebido,mas pela opor
    tunidade e o dom da vida já somos Felizes,beijos Regina

    ResponderExcluir