segunda-feira, 3 de maio de 2010

O CELULAR

 O que é que se quer hoje em dia?Menos, acredite, pois querer um celular novo que faz coisas que até Deus duvida é querer pouco da vida.
Meu maior sonho é bem modesto.Nada me daria
mais felicidade do que um celular que não fizesse nada, além de
receber e fazer ligações.Os gênios desta indústria ainda não perceberam que existe um imenso nicho a ser explorado: o das
pessoas, que apesar de conseguirem sobreviver no mundo da
tecnologia, têm uma alma simples.As duas mais dramáticas novidades trazidas pelo celular foram as odiosas maquininhas
fotográficas e a impossibilidade de uma conversa a dois.Quando
duas pessoas saem para jantar, é inevitável:um deles põe o celular - às vezes dois - em cima da mesa.
 No meio de uma conversa palpitante, o telefone toca, e a pessoa
faz um gesto de "é só um minuto".Não, é claro.Vira um grande
bate- papo, e não existe solidão maior do que estar ao lado de
alguém que te larga-abandona, a bem dizer- para conversar
com outra pessoa.Com alguém ao lado falando no celular, lendo
os e-mails ou checando as mensagens, não se pode nem ao menos pensar.É a solidão total, pois nem se está só nem se está acompanhado.Preste mais atenção em como você usa o seu celular.Pare e reflita ...

3 comentários:

  1. É isto mesmo,está mais do que na hora de aprendermos a valorizar o simples, e respeitar aqueles que preferem a simplicidade a tecnologia. Ótimo texto.

    ResponderExcluir
  2. Saudações, Rosângela.

    Perfeita a postagem, sob todos os aspectos da boa conduta - ou má, neste caso - já que a falta de educação, determina as atitudes insensatas e acima de tudo, desprezíveis. Com sua licença, eu repliquei o artigo.

    Abraços, boa sorte e saúde para todos do seu convívio.

    Aldemir Bispo

    http://dembsp.blogspot.com/2010/05/pedra-da-sorte-o-celular.html

    ResponderExcluir
  3. Eu comprei um desses celulares que tem 8gigas de memória filma, grava até serve como telefone...sei la mais o que;ja que nunca usei as tais possibilidades. Concordo é um absurdo o que se valoriza este meio de comunicação que se tornou um instrumento de multimidia que apenas serve para afastar as pessoas e infernizar nossas vidas... A Danuza Leão fez uma cronica muito enterssante a respeito. parabéns por abordar o tema. @sidartareis

    ResponderExcluir